20 de jun de 2011

VAGAS na mídia

No dia 13/06 foi divulgada no Diário de S. Paulo uma notícia com a participação do nosso Gestor de Marketing, Luís Testa. Confira abaixo:

Especialização abre as portas para profissionais

Futuros formandos nas áreas de engenharia, recursos humanos, tecnologia da informação, biomedicina e compras podem se considerar beneficiados pelo atual cenário nacional. São estas as carreiras consideradas em alta no mercado de trabalho.

As obras de ínfraestrurura.a necessidade de reter jovens ta lentos, o crescimento. do país e a constate chegada de novas tecnologias impulsionaram a procura por estes perfis. "Quando pensamos em atuações mais específicas, como engenheiros ou técnicos em TI, sentimos falta desses profissionais" , diz Gustavo Nascimento, gerente de relacionamento da Foco Talentos. Valorizadas, tais carreiras contam com boa remuneração. Profissionais de tecnologia, por exemplo, recebem cerca de R$ 4.500. Trainees ganham em média R$ 4 mil e estagiários, de R$1.500 a R$ 2 mil.

Segundo Luis Testa, gerente de marketing do Vagas.com.br, o mercado não estava preparado para a demanda por engenheiros. "O crescimento de oportunidades para pessoas que têm especialização em ecologia e meio ambiente foi de 60%."

Daniel Schwebel, gerente de consultoria da Page Personnel, ressalta que analistas de recursos humanos também são muito procurados. "As companhias estão investindo no desenvolvimento de pessoas e na retenção de talentos. Nos últimos seis meses tivemos uma demanda dez vezes maior" , afirma.

A biomedicina, carreira voltada para pesquisa, coleta de dados, novos tratamentos e formas de prevenção, ainda é uma área pouco conhecida no Brasil, mas a demanda por profissionais já é grande. Testa ressalta que em alguns processos seletivos há escassez de mão de obra

Já a tecnologia da informação inclui posições para programadores, desenvolvedores de sites, mídias sociais. Segundo Schwebel, a demanda deve chegar a 60 mil em cinco anos e a remuneração vai aumentar porque não existem muitos profissionais especializados.

Formado em marketing e especializado em comunicação empresarial, João Paulo Fazekas, de 29 anos, aproveitou o bom momento do mercado e garantiu sua vaga como executivo de contas na área de compras de uma empresa multinacional, com 12 mil funcionários.

Quando trabalhava em uma agência de comunicação, Fazekas teve a oportunidade ele atuar em compras e percebeu que tinha encontrado a sua profissão. "Cadastrei meu currículo em um site de vagas e fui convidado para trabalhar na empresa que estou hoje."

Nenhum comentário:

Postar um comentário