26 de nov de 2012

Jovens são os mais difíceis de atrair e reter


Além de desafios constantes, eles buscam um bom pacote de remuneração e estabilidade

Os profissionais nascidos a partir de 1979, que popularmente fazem parte da geração Y, são os que mais impulsionam os desafios da atração e retenção de talentos. Uma pesquisa global realizada pela consultoria Robert Half mostra que 48% dos CFOs acham que a geração Y é a mais difícil de atrair para uma vaga, e 55% pensam que essa faixa etária é a mais complicada de se manter na empresa.

De acordo com seis em cada dez entrevistados, a expectativa dos jovens em relação ao plano de carreira é o fator que mais dificulta os trabalhos de retenção, além de salário e busca por qualidade de vida.

Fábio Saad, gerente sênior da Robert Half, acrescenta que a geração Y busca propósito no trabalho e uma nova maneira de encarar a vida profissional, além de recompensa financeira. “Esses profissionais são os filhos da geração X e netos dos baby boomers. Viram os pais e avós serem demitidos após décadas trabalhando na mesma empresa ou então se transformarem em ‘workaholics’ para vencer na carreira”, conta o executivo.

Para Saad, a geração mais nova prefere mostrar o trabalho em resultado produzido e não em horas trabalhadas. "Esse modelo em que competência é entrar às 7 horas e sair à meia-noite está sendo desafiado. Ao mesmo tempo em que a geração Y quer subir rapidamente, ela também se preocupa com a vida pessoal", observa o executivo.

Fonte: Você RH

Nenhum comentário:

Postar um comentário