27 de jun de 2013

Trabalhar em casa é uma boa ideia?

Por Luiz Eduardo Gasparetto*

Cada vez mais aumenta o número de trabalhadores que, em período integral ou parcial, trabalham em casa. E não são apenas os profissionais liberais; muitas empresas estão dispensando alguns colaboradores para que fiquem trabalhando em casa durante alguns períodos.

As modernas tecnologias estão favorecendo esse tipo de trabalho e com isso muitos colaboradores passaram a “visitar” a empresa poucas vezes por semana. Vendedores, pessoal de criação, de recursos humanos e algumas outras áreas já se valem dessa comodidade. Mas será que é assim tão fácil trabalhar em casa? Será mesmo mais produtivo? A resposta pode ser sim ou não e ela vai depender muito do próprio trabalhador.

O que acontece é que muitos pensam que trabalhar em casa significa apenas pegar seu notebook e pronto. Trabalhar em casa exige muito mais do que apenas levar o notebook. A primeira coisa é se preocupar em manter o foco, e existem muitas armadilhas dentro de casa que podem levar o mais compenetrado dos trabalhadores a perder o foco.

A geladeira, por exemplo, é uma armadilha. Ela está ali, fácil de ser alcançada. Depois vem a TV, com aquele filme interessante ou aquele jogo imperdível. Depois vem a criança: é preciso buscar na escola, quem sabe dar a mamadeira ou até trocar a fralda, distraí-la um pouco ou fazê-la dormir. Passear com o cachorro é outra maneira de fazer com que o foco no trabalho vá para o espaço. E depois vêem o e-mail, o facebook, etc. etc. O foco está definitivamente perdido.

E também é preciso lembrar que trabalhar em casa não é levar o notebook para a beira da piscina ou para a área de lazer ou embaixo da árvore. É preciso obter um canto próprio para isso e não pode ser a mesa da sala. De preferência com porta, e todos na casa devem saber que quanto se está ali dentro e a porta fechada é como se não estivesse, ou melhor, quando se está lá na verdade se está no escritório trabalhando.

Se conseguir manter o foco na tarefa, o trabalhador verá que sua produção aumentará, que os resultados serão melhores, e sua qualidade de vida também será muito melhor.


* Gasparetto é especialista em RH, professor e coordenador dos cursos de MBA e Gestão da Universidade Gama Filho

Fonte da imagem: blog.giacomelli.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário